A inscrição para o Alistamento Militar mudou de local

Em razão da reforma da Câmara Municipal, local onde aconteciam as inscrições para o alistamento miliar, a Prefeitura de Paragominas cedeu de forma provisória, uma sala na Secretaria de Assistência Municipal (Semas), que fica na Praça do Ginásio. 

Todo homem no Brasil passa por um grande dilema quando está próximo de completar 18 anos. E não é a escolha do curso universitário, mas sim o alistamento militar. Com ele, a dúvida surge: quero ou não servir o exército? 

Primeiro, é preciso falar que o alistamento militar é obrigatório para todo homem que tenha nascido no Brasil ou naturalizado. Ele deve ser realizado nos primeiros seis meses do ano em que completa 18 anos. O candidato concorre à seleção geral realizada no mesmo ano do alistamento, podendo ser incorporado no quartel no ano seguinte. Quem se alista após os seis primeiros meses será encaminhado à seleção geral do ano seguinte ao alistamento. 

Há muitas vantagens quando você entra para a carreira militar, pois com apenas 18 anos você estará no mercado de trabalho. Durante o serviço militar, você aprenderá diversas atividades que podem contribuir para a carreira profissional: de marcenaria e mecânica à administração. Além disso, só por ter passado pelo serviço militar, é um fator que conta muitos pontos na hora de uma seleção de candidatos nas empresas. 

Se você nasceu no ano 2000 fique atento! As inscrições já começaram e vão até dia 30 de junho, no prédio da Secretaria de Assistência Social, que fica na Praça do Ginásio e o horário de atendimento é de 8h às 14h. Para inscrição, os documentos são Certidão de nascimento, RG, CPF e Comprovante de residência. Ah! E se for mulher nascida neste mesmo ano também pode se inscrever, só não é obrigatório. 

O que acontece se não prestar o serviço militar? 

Se você resolver não se alistar dentro do prazo, seja por esquecimento ou falta de vontade, saiba que isso acabará afetando sua vida de diversas maneiras. Seguem algumas coisas que você não poderá fazer: 

  • Obter passaporte ou prorrogação de sua validade;
  • Ingressar como funcionário, empregado ou associado em instituição, empresa ou associação oficial, oficializada ou subvencionada;
  • Assinar contrato com o Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios;
  • Prestar exame ou matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino;
  • Obter carteira profissional, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para o exercício de qualquer função e licença de indústria e profissão;
  • Inscrever-se em concurso para provimento de cargo público;
  • Exercer, a qualquer título, sem distinção de categoria ou forma de pagamento, qualquer função pública ou cargo público, eletivos ou de nomeação;
  • Receber qualquer prêmio ou favor do Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios.